Ainda vale a pena ter um site na era das redes sociais?

Publicado em 4 de março de 2019

A pergunta é muito comum entre pequenas e médias empresas. Será realmente que ainda vale a pena ter um site em pleno 2019? Listamos 5 motivos para você, que ainda tem dúvidas, tirar a conclusão de vez.


Atualmente, cerca de 60% dos acessos à internet são concentrados em navegação em redes sociais e aplicativos de diversos segmentos. E, com base nessas análises, muitos pequenos e médios empreendedores tem o questionamento: “Vale a pena ter um site, quando o mercado está praticamente concentrado em redes sociais?”

Bom, realmente as redes sociais possuem melhores alcances, pois grande parte dos usuários ocupam quase 40% do seu tempo navegando justamente em redes sociais. Mas o que as vezes esquecemos é que, um site é de extrema importância no quesito de capturar leads, definir e agrupar seu público-alvo através de ferramentas que apenas um site pode possuir. Listamos aqui 5 pontos que o site pode ajudar alavancar suas vendas.

1 – Tenha o controle total de sua plataforma.

Apesar de ninguém se importar com isso, as redes sociais possuem termos e condições de uso. Claro, raramente isso é um empecilho para você construir todo seu trabalho de divulgação por lá, mas é um ponto a ser considerado. Imaginemos que você, por algum motivo qualquer, infringiu alguma das regras impostas pela rede e tem, do dia para a noite, todo o seu conteúdo removido ou perca o alcance de suas postagens?

Com um site, você controla não só todo o conteúdo que deseja publicar, mas também a parte de infraestrutura. Não está gostando da hospedagem, domínio ou quer um layout customizado? Com um site tudo isso é possível.

2 – Não pagar a mais para ter o alcance total do seu público.

De alguns anos para cá, as redes sociais como Facebook e Instagram começaram a diminuir o alcance total das postagens das contas dos usuários. E o que isso quer dizer?
Suponhamos que a página da sua empresa (ou conta no insta) possui cerca de 10.000 seguidores. Quando você faz um post, não quer dizer necessariamente que tal postagem será alcançada pelos 10K de seguidores, mas sim para em torno de 10% a 20% desse total.

Isso acontece, pois uma das formas de ganho das redes sociais são as publicações patrocinadas.  Sendo assim, mesmo que você possua todos esses seguidores, teria que investir um valor adicional caso queira falar com a maior parte deles.

É ai que entra o site!

Num site, podemos considerar, por exemplo, sua News Letter como o registro de seguidores. Caso você possua 2 mil registros de email na sua base e precisa falar com esses 2 mil, você conseguirá. Claro, alguns podem cair em spam ou o email ser inválido, mas isso é história para um outro assunto. O que quero dizer é, com um web site, você consegue capturar o contato do seu público, seja via news letter, cadastro ou afins e ter um contato direto com todos esses usuários.

3 – Conteúdos dinâmicos e totalmente customizáveis.

Isso é muito legal!
Imaginemos que sua área de atuação seja festas infantis ou festas em geral. Uma página nas redes sociais é de extrema importância para mostrar fotos, vídeos e comentários de clientes satisfeitos pelos serviços prestados por você. Mas imagine que em determinado momento, muitas pessoas entram em contato perguntando a mesma coisa: “Qual o valor para X quantidade de convidados em uma festa de  Y  horas?”.

Seria uma ótima notícia, mas ter que responder um a um seria um trabalho que demandaria tempo e paciência e, convenhamos, nosso tempo é muito valioso.

Uma solução simples seria programar uma calculadora dinâmica em seu site, onde a pessoa informa quantidade de convidados, quantidade de horas, nome, email e telefone para contato. Com base nas informações, seu site conseguiria informar o valor e você ainda conseguiria o contato de um possível cliente.

Claro, tudo isso é apenas uma suposição, mas aplicada ao mundo real. Mas é uma possibilidade que apenas quem tem um site poderia implementar.

4 – Integração para melhora o alcance das redes sociais.

Essa parte é a mais legal.

Sabemos que ter um site não resolverá 100% dos problema e ainda assim é importante investir em marketing digital para alcançar mais e mais audiência. Uma das tarefas mais exaustiva quando se está começando a investir em marketing digital é captar seu público-alvo e as redes sociais auxiliam muito bem nisso através dos próprios posts patrocinados que comentamos anteriormente.
Mas digamos que você investiu um valor em post patrocinados, o que garante que esse conteúdo realmente chegará à pessoas que tenham interesse pelo seu produto/serviço?

Atualmente o Facebook disponibiliza um recurso chamado de pixels, (outras redes também possuem, porém com nomes diferentes) isso serve para você integrar em uma página especifica do seu site ou página de vendas. Quando alguém acessar essa página, começará a ver os posts patrocinados relacionados aquele conteúdo da página onde o pixel está.

Isso é uma estratégia muito poderosa para alcançar de forma mais eficaz pessoas que tem um maior interesse pelo seu produto ou serviço.

Então aqui vemos um exemplo de um alinhamento entre redes sociais e um site. Os dois podem e devem caminhar lado a lado.

5 – Ganhe tempo, espante curiosos.

E por último, uma forma de ganhar tempo no dia-a-dia é ter um site.
Sabemos que muitas vezes acabamos gastando muito tempo e energia tentando vender um produto ou serviço para um curioso. No inicio o ideal é sim investir muita energia, pois toda pessoa que se interessa pelo seu produto é um potencial cliente. Mas também sabemos que chegamos em um momento onde o valor do nosso produto ou serviço não pode ser negociado.

Um site auxiliaria você com uma página de preços, por exemplo. Ou seja, aquele potencial cliente, que até tem interesse no seu produto, mas tem um budget bem menor do que o valor inicial publicado em seu site, acabe nem entrando em contato.

Essa é uma dica muito polemica, pois vai de segmento para segmento. Mas a ideia aqui e demonstrar uma situação real que você seria beneficiado por ter uma página na web.

E qual é melhor entre o site e as redes sociais?

NENHUM.
Exatamente! Nenhum.

A comparação não faz sentido, pois a ideia é pensar que um é complemento para o outro. Você deve sim, ter uma ou várias redes sociais. O objetivo é sempre conseguir falar com seu público independente de onde ele esteja. Então, se você deseja ser mais assertivo  no controle e captura do seu público-alvo, minha dica é: Tenha os dois, redes sociais e um site.

Além de passar maior credibilidade sobre a sua empresa, você tem todos esses 5 benefícios citados aqui no post e muito mais!

`